Nasa adia lançamento de novo jipe marciano para 2011

A Nasa decidiu adiar em dois anos o lançamento do próximo jipe destinado a explorar o solo marciano. A missão do Mars Science Laboratory (“laboratório de ciência de Marte”, em português) estava agendada para 2009, mas agora só poderá voar em 2011.

Comparação entre o novo jipe, o Mars Science Laboratory, e seu antecessor, que atualmente trabalha em Marte (Foto: Nasa)

A decisão, que custará mais 400 milhões de dólares aos cofres da agência espacial americana, foi comunicada em entrevista coletiva conduzida na tarde desta quinta-feira (4) no quartel-general da Nasa, em Washington.

O problema que levou ao adiamento é uma dificuldade para fazer funcionar os motores do jipe, que terá a difícil missão de confirmar se Marte pode ter sido no passado, ou mesmo hoje, capaz de abrigar formas de vida. É a missão mais complicada já concebida para o estudo do planeta vermelho.

“A despeito do atraso, o trabalho com o MSL está progredindo bem, exceto pelo problema dos motores”, disse Michael Griffin, administrador da Nasa. “Por isso, decidimos que era melhor adiar, porque consideramos que o risco era grande demais para uma missão capitânia.”

O adiamento poderia ter sido de apenas alguns meses, não fosse o problema da dinâmica orbital. Para lançar uma espaçonave até Marte, é preciso esperar que os planetas — Terra e Marte — se alinhem, de forma a reduzir o tempo de vôo e permitir a viagem. “Essas oportunidades vêm a cada 26 meses, e é por isso que teremos de esperar até 2011.”

Missão audaciosa

Com muitos sistemas de análise de amostras, o Mars Science Laboratory é uma missão com custo superior a US$ 1 bilhão. Seus equipamentos científicos têm dez vezes mais peso do que os carregados pelos jipes Spirit e Opportunity, que trabalham no momento no planeta vermelho. Em termos do desafio que o MSL representa, basta lembrar que ele é uma missão da classe da Cassini (que passou uma décadas em planejamento antes de ser despachada para Saturno), com a diferença de que ela precisará pousar, não só voar pelo espaço.

Isso explica as dificuldades enfrentadas pela Nasa, que já teve de cortar certos aspectos da missão, por conta do aumento do custo da espaçonave, conforme os engenheiros prosseguiam em seu trabalho para montá-la.

De toda maneira, seu objetivo era ser uma espécie de “apoteose” da série bem-sucedidas de missões marcianas nos últimos anos — a Nasa aproveitou todas as oportunidades de lançamento na última década, começando pela Mars Odyssey, em 2001, para levar pelo menos uma espaçonave até Marte. Agora, com o adiamento, 2009 passará em branco.

Sobre Baldaci

A Haggai Alummi M606, An Amateur astronomer, A husband, father and a visionary baptist pastor working hard to Plant a Church in Cuiaba, Brazil and to establish the first Cyber Theater and Planetarium in my state(http://on.fb.me/hkCGff) Unique pastor and astronomer in Brazil. Working using astronomy to reach poor childrens and against drugs. http://bit.ly/eu0zgB Member of SOC-JPL-NASA (http://bit.ly/eoyow6) and Astronomer without borders (http://bit.ly/dTCOJG) Host of program “Eyes on skies” TV Assembléia Legislativa(http://on.fb.me/gmF5LE) e Ombudsman of Education State Secretary of Mato Grosso with assistance to 711 schools. About me at Haggai´s web site: http://bit.ly/hAfceX
Esse post foi publicado em Astronomy`s hot sites, Eduardobaldaci.com, nasa, SETI. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s