“Pano para Manga”:Pesquisadores defendem Inpe em manifesto

Cientistas de vários centros de pesquisa do governo divulgaram ontem uma carta em defesa do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), cujos dados sobre a aceleração do desmatamento na Amazônia de agosto a dezembro foram criticados pelo Ministério da Agricultura, pelo governo de Mato Grosso e até pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O sistema Deter (Detecção do Desmatamento em Tempo Real), do Inpe, estimou que só nos últimos cinco meses de 2007 a área desmatada na Amazônia foi da ordem de 7 mil quilômetros quadrados. A cifra equivale a 62% de tudo o que se desmatou no período de agosto de 2006 a julho de 2007.

O número foi considerado alto demais por Lula -que não se conforma com uma aceleração tão grande, após três anos seguidos de queda no ritmo de desmatamento. Ao lado do governador Blairo Maggi (PR), em Sinop (500 km de Cuiabá) na última quarta-feira, a ministra Marina Silva (Meio Ambiente) anunciou que os dados serão revistos nos próximos 60 dias.

A carta assinada por cem cientistas, de seis institutos e três universidades, diz que pôr em dúvida a eficácia do Deter e “a lisura, a competência e a isenção do Inpe (…) serve a ninguém mais que os desmatadores ilegais da floresta amazônica”.

“O fato de que os números do Inpe estariam sob investigação para minimizar o impacto do aumento do desmatamento acaba se voltando contra os cientistas que produzem informações com todo rigor metodológico”, disse Ima Vieira, em entrevista à Folha. Ela é diretora do Museu Paraense Emílio Goeldi, instituição, como o Inpe, vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

“O problema não reside nas pesquisas e nos programas de monitoramento e sim na profunda falta de convergência entre as políticas públicas de desenvolvimento regional.” Para Antônio Donato Nobre, do Inpe, a “desmoralização oficial” da ciência, “sob encomenda do agronegócio”, lembra o que aconteceu nos Estados Unidos na década de 1990, quando os lobbies do carvão e do petróleo tentaram solapar a ciência da mudança climática.

Sobre Baldaci

A Haggai Alummi M606, An Amateur astronomer, A husband, father and a visionary baptist pastor working hard to Plant a Church in Cuiaba, Brazil and to establish the first Cyber Theater and Planetarium in my state(http://on.fb.me/hkCGff) Unique pastor and astronomer in Brazil. Working using astronomy to reach poor childrens and against drugs. http://bit.ly/eu0zgB Member of SOC-JPL-NASA (http://bit.ly/eoyow6) and Astronomer without borders (http://bit.ly/dTCOJG) Host of program “Eyes on skies” TV Assembléia Legislativa(http://on.fb.me/gmF5LE) e Ombudsman of Education State Secretary of Mato Grosso with assistance to 711 schools. About me at Haggai´s web site: http://bit.ly/hAfceX
Esse post foi publicado em Instituições de Pesquisa. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s