Agora não é boato: Problema na ISS pode prolongar missão do Atlantis

Uma falha nos computadores russos da Estação Espacial Internacional (ISS), parcialmente resolvida nesta quinta-feira (14), representou um novo revés para a atual missão do ônibus espacial Atlantis e pode forçar o prolongamento de sua missão.

Segundo Mike Suffredini, diretor do programa da ISS no Centro Espacial Johnson da Nasa, em Houston (Texas), o problema teria sua origem num novo gerador de energia.

“O fornecimento de energia ao segmento russo pode ser o problema”, disse Suffredini a jornalistas. Ele acrescentou que os cientistas russos tentarão recuperar o sistema quando o complexo passar sobre as estações de rastreamento da Rússia, nesta sexta-feira (15).

Além disso, os cosmonautas russos na ISS tentarão resolver o problema orientados por seus controladores em terra durante a madrugada, explicou.

Suffredini disse que é possível que os computadores da ISS sofram alguns problemas antes de recuperar sua normalidade nos próximos dias. “Achamos que estamos num bom caminho”, apostou.

Enquanto resolve o problema, a tripulação se prepara para sair ao espaço mais uma vez, com o objetivo de terminar de dobrar e guardar dois painéis solares que começaram a ser recolhidos da parte externa da estação espacial na quarta-feira.

A saída desta sexta-feira, a terceira desde o começo da atual missão, iniciada no dia 8 de junho, será realizada por James Reilly e John Olivas.

O problema com os computadores se soma ao do buraco encontrado na cobertura térmica que cobre parte do Atlantis.

A falha nos equipamentos foi descoberta esta madrugada, quando os astronautas foram acordados com o alarme que soava há uma hora e 20 minutos.

O alarme foi falso, mas auxiliou as mesas de controle da Agência Espacial Americana (Nasa) na descoberta do problema nos computadores russos de apoio e de segurança.

A Nasa informou que as máquinas oferecem suporte aos equipamentos responsáveis por levar os dados de ajuste sobre a orientação e as provisões de água e oxigênio da ISS.

Holly Riding, uma das diretoras de vôo da ISS, afirmou que os controladores russos conseguiram restabelecer parcialmente o funcionamento dos computadores, e esperam terminar o conserto ainda hoje.

“Eles avançaram muito, embora ainda restem muitos passos a serem dados, e alguns detalhes a serem investigados”, acrescentou hoje.

Ela disse que nunca tinham sido registrados problemas como esse na ISS, e que acredita que poderiam estar relacionados a erros na provisão de energia elétrica, e não nos próprios computadores.

O problema pode obrigar a Nasa a estender novamente a missão do Atlantis, que já foi prolongada de 11 para 13 dias.

A Nasa informou que, na pior das hipóteses, os três ocupantes da ISS voltariam à Terra, embora a estação espacial tenha uma provisão de oxigênio para 53 dias.

A falha nos computadores deixou a ISS sem o uso dos foguetes propulsores russos, que servem para ajustar a altitude, e sem o gerador Elextron de oxigênio e outros equipamentos de apoio.

Apesar do incidente, as reservas de oxigênio da ISS são abundantes, e existe, ainda, um equipamento reserva que permitirá o abastecimento dos três residentes. Por isso, a Nasa descartou que os três astronautas da estação e os sete visitantes do Atlantis corram algum tipo de risco.

A missão dos americanos, que havia sido planejada para durar dez dias e 19 horas, já foi prolongada em dois dias para a reparação de um painel da cobertura térmica que protege a nave durante o retorno à atmosfera.

A cobertura térmica levantou na decolagem, e hoje, os astronautas estudarão como reparar o buraco provocado por essa falha.

Uma das possibilidades é costurar a cobertura com um fio de aço inoxidável, e outra, sugerida pela Nasa, seria grampeá-la com instrumentos especiais.

Os técnicos do Centro Espacial Lyndon Johnson, em Houston, no Texas, analisam agora a possibilidade de estender a missão da nave por mais um dia, até que a ISS deixe de depender dos sistemas do Atlantis.

Caso o problema dos sistemas da estação persista além das capacidades do Atlantis de permanecer no espaço, os três astronautas da estação orbital poderão retornar à Terra quando a nave fizer a viagem de volta. EFE

Se a NASA não conseguir resolver toda esta situação, a ISS será abandonada e deverá reentrar à atmosfera nos próximos anos.

Sobre Baldaci

A Haggai Alummi M606, An Amateur astronomer, A husband, father and a visionary baptist pastor working hard to Plant a Church in Cuiaba, Brazil and to establish the first Cyber Theater and Planetarium in my state(http://on.fb.me/hkCGff) Unique pastor and astronomer in Brazil. Working using astronomy to reach poor childrens and against drugs. http://bit.ly/eu0zgB Member of SOC-JPL-NASA (http://bit.ly/eoyow6) and Astronomer without borders (http://bit.ly/dTCOJG) Host of program “Eyes on skies” TV Assembléia Legislativa(http://on.fb.me/gmF5LE) e Ombudsman of Education State Secretary of Mato Grosso with assistance to 711 schools. About me at Haggai´s web site: http://bit.ly/hAfceX
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Agora não é boato: Problema na ISS pode prolongar missão do Atlantis

  1. alex disse:

    Caros amigos qual a situação atual das estações repetidoras de radio para radioamadores?

    pq2ars

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s